Destaques

CINANIMA recebe mais filmes a cada ano que passa

Em claro crescendo, o CINANIMA recebeu para seleção em recorde absoluto de 19 longas-metragens, provenientes de: Áustria, Brasil, China, Colômbia (2), Coreia do Sul, Espanha, França (3), Holanda, Hungria, Japão (2), Luxemburgo, República Checa, Roménia e Rússia (2), e exatamente 1237 curtas-metragens.

Das obras recebidas, 395 são curtas-metragens (com mais de 5 minutos até 24), 379 são filmes até 5 minutos de duração e na categoria de Filme de Fim de Estudos e/ ou Filme de Escola contam-se 342. No que diz respeito à Competição Nacional, 23 filmes concorrem ao Prémio António Gaio – Melhor filme português no Concurso Nacional – e 29 concorrem ao Prémio Jovem Cineasta Português, dos quais 16 são obras feitas por jovens realizadores com mais de 18 anos e 13 são filmes da autoria de crianças e jovens realizadores com menos de 18 anos.

Nesta 39ª Edição poderão ver vistos filmes de grandes nomes da animação, reconhecidos internacionalmente, vencedores de prémios em festivais de todo o mundo e no CINANIMA. É com grande satisfação que o Festival se orgulha de receber obras de tamanha qualidade e prestígio.

O Festival recebeu obras de 61 países. Há a destacar países pertencentes a zonas do globo como a América Latina (Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador ou México) ou do Médio Oriente (Irão, Iraque, Israel, Egipto ou Turquia). Continua-se a registar, com agrado, a inscrição de filmes, oriundos destes países, cuja vitalidade está cada vez mais acentuada.

A título de curiosidade, o CINANIMA assinala a participação, pela primeira vez, de países como a Tanzânia, S. Tomé e Príncipe, Malta e Tajiquistão.

Contrariando o que vem sendo habitual na lista de países com maior número de filmes inscritos, este ano os EUA lideram com 138, seguindo-se a França e o Reino Unido com 124. De salientar a participação nacional com 55 filmes, dos quais 41 concorrem à Competição Internacional.

A previsão para a 39ª Edição do CINANIMA só pode ser auspiciosa, não só pelo record de longas-metragens a concurso, como também pelas aliciantes e prometedoras propostas que o Festival tem para oferecer, de 9 a 15 de Novembro, em Espinho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.