Júri de selecção

Júri de selecção

Paulo Barrosa

Foi docente na Cooperativa de Ensino Superior Árvore I nas disciplinas de Fisiologia dos Sentidos e Linguagem Corporal, para o Curso Superior de Desenho, de Animação Cultural e de Educação e Animação Pela Arte (1988-1990).

Em 1988 participou no curso “As Técnicas Básicas do Cinema de Animação de Marionetas”, sob a orientação de Milan Svatos e Alfons Mensdorff, no âmbito das oficinas do Cinanima.

Integrou júris de selecção do Cinanima e a respectiva comissão organizadora, na qualidade de programador e seleccionador. Fez parte do júri do prémio António Gaio para a animação portuguesa (2016). Integrou o júri para a atribuição de apoios do Instituto de Cinema e Audiovisual  (ICA) para curtas-metragens de animação (2016 e 2018), o júri de selecção do Prémio Nacional da Animação (2017) e o júri do ICA para Apoio à Formação de Estudantes dos Cursos Especializados na Área do Cinema e Audiovisual (2017).

Publicou “Frédéric Back: o homem que plantava lendas”, um trabalho monográfico sobre o realizador, destinado a acompanhar a projecção integral dos seus filmes (2014).

Excertos da sua peça “Auto da Nostalgia” foram objecto de uma leitura encenada no contexto do arranque da temporada 2015/2016 do Teatro Nacional D. Maria II. O “Auto da Nostalgia” foi publicado em livro no ano seguinte.

Escreveu e co-encenou a peça de curta duração “Desaparecida” (ESMAE, 2016). O texto foi retomado na sessão das “Leituras no Mosteiro”, dedicada à  dramaturgia portuguesa contemporânea, organizada pelo Teatro Nacional de São João.

Projectou e realizou trabalhos de composição e interpretação musical, de encenação e cenografia para diversas companhias e grupos de teatro. Participou ocasionalmente em peças e filmes enquanto actor ou figurante.

Expõe com regularidade a sua pintura de forma individual ou no seio dos colectivos artísticos que integra. Tem participado em encontros e recitais de poesia com os seus textos.

Fundou  “Companhia da Bruma”, tendo composto as canções reunidas no CD “Canções da Cidade Ocupada”. Em 2018 iniciou uma colaboração estreita com Francisca Sarmento, na concretização de um novo projecto musical.

He was a teacher at the Cooperativa de Ensino Superior Árvore I in the disciplines of Physiology of Senses and Body Language, for the Higher Course in Drawing, Cultural Animation and Education and Animation through Art (1988-1990).

In 1988 he took part in the course “The Basic Techniques of Puppet Animation Cinema”, given by Milan Svatos and Alfons Mensdorff, within the Cinanima’s workshops.

He was a member of the selection juries of Cinanima and of the Organizing Committee of the Festival, as programmer and selector. He was a member of the jury of António Gaio Award for Portuguese animation (2016). He was a member of the jury for the granting of support by the Portuguese Institute of Cinema and Audiovisual (ICA) for animated short films (2016 and 2018), took part in the selection jury of the National Animation Award (2017) and in ICA’s jury for Training of Students of Specialized Courses in the Area of Cinema and Audiovisual (2017).

He published “Frédéric Back: the man who planted legends”, a monographic work about the director, with the purpose of supporting the full projection of his films (2014).

Excerpts from his play “Auto da Nostalgia” were taken to be part of a staged reading in the opening of the 2015/2016 season at the National Theater D. Maria II. The “Auto da Nostalgia” was published in the following year.

He wrote and co-staged the short play “Desaparecida” (ESMAE, 2016). The text was taken up again in the “Leituras no Mosteiro” session dedicated to the contemporary Portuguese dramaturgy, organized by the National Theater São João.

He projected and performed works of composition and musical interpretation, directed a few plays and was responsible for the scenography with several companies and theater groups. He occasionally participated in plays and films as an actor or as a movie extra.

He regularly exhibits his paintings individually or within the artistic groups he belongs to. He has participated in meetings and poetry readings with his texts.

He founded “Companhia da Bruma”, having composed the songs gathered on the CD “Canções da Cidade Ocupada”. In 2018, he began a close collaboration with Francisca Sarmento, in a new musical project.

Jorge Campos

Doutorado em Ciências da Comunicação pela Universidade de Santiago de Compostela é professor no Ensino Superior, jornalista, documentarista e programador cultural. Como jornalista trabalhou na Imprensa, Rádio e Televisão, designadamente na RTP durante 25 anos. Da sua filmografia constam obras sobre diversas figuras da cultura e política portuguesas, entre as quais, o General Humberto Delgado, Mário Cláudio, Martins Sarmento, Miguel Torga, Eugénio de Andrade, Nadir Afonso, Teixeira Gomes, José Rodrigues e Fernando Lanhas. Foi premiado e distinguido diversas vezes por trabalhos tanto do âmbito jornalístico e cinematográfico quanto da área académica. Tem numerosas publicações sobre Cinema, Cultura e Media e foi o programador responsável pela área de Cinema, Audiovisual e Multimédia do Porto 2001 – Capital Europeia da Cultura. Entre 2015 – 2018, foi deputado independente eleito pelo Bloco de Esquerda e vice-Presidente da Comissão de Cultura, Comunicação Social e Juventude da Assembleia da República. Atualmente coordena o Mestrado em Cinema e Cultura Digital do Instituto Universitário da Maia (ISMAI).

PhD in Communication Sciences from the University of Santiago de Compostela is a professor in Higher Education, journalist, documentary filmmaker and cultural programmer. As a journalist he worked for the Press, Radio and Television, namely at RTP for 25 years. His filmography includes works on various figures of Portuguese culture and politics, including General Humberto Delgado, Mário Cláudio, Martins Sarmento, Miguel Torga, Eugénio de Andrade, Nadir Afonso, Teixeira Gomes, José Rodrigues and Fernando Lanhas. He was awarded and distinguished several times for works both in the journalistic and cinematographic fields as well as in the academic area. He has numerous publications on Cinema, Culture and Media and was the programmer responsible for the area of ​​Cinema, Audiovisual and Multimedia of Porto 2001 – European Capital of Culture. Between 2015 – 2018, he was an independent deputy elected by the Left Bloc and vice-president of the Culture, Social Communication and Youth Commission of the Assembly of the Republic. He currently coordinates the Master in Cinema and Digital Culture at the Instituto Universitário da Maia (ISMAI).

Regina Machado

Regina Machado, Penafiel, 1988. Licenciada em Ciências da Comunicação e da Cultura (2012) e pós-graduada em Estudos Artísticos / Teoria e Crítica da Arte pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto (2014). 

Tem trabalhado em produção, comunicação e/ou programação de cinema em vários projectos artísticos/culturais. Membro do Cineclube do Porto desde 2013 e, da direcção, desde 2017.

Em 2014 começa a trabalhar na Casa da Animação – Associação Cultural e é a partir dessa altura que a sua paixão pelo cinema de animação surge. E o impacto foi tal que, em Julho de 2018, assume a direcção da Associação juntamente com uma série de gente tão apaixonada pela Animação quanto ela.

Regina Machado, Penafiel, 1988. Graduated in Social and Cultural Communication (2012) and post-graduated in Artistic Studies / Art Theory and Criticism by Faculty if Fine Arts from the Porto University (2014). 

Has working in production/ communication and/or cinema curatorial in multiple artistic/cultural projects. Member of the Porto Cineclub since 2013 and, in board of directors, since 2017. 

In 2014 starts working at the Animation House – Cultural Association / Casa da Animação – Associação Cultural and it is, since then, that became his great passion about animated cinema. The impact of that made her, in July 2018, assumes the board of directors with a few people that love animated films so much as her.